METALLICA: CINCO DISCOS INCRÍVEIS DA BANDA

Fundada em 1981, em Los Angeles, pelo guitarrista James Hatfield e o baterista Lars Ulrich, a primeira formação do Metallica contava com e o guitarrista Dave Mustaine e o baixista Ron  McGovney. McGovney foi dispensado pouco depois e Cliff Burton assumiu o baixo. Pouco antes da gravação do primeiro álbum, Mustaine foi dispensado, fundando logo em seguida o Megadeth, e Kirk Hammett, ex-Exodus, assumiu a guitarra solo. Em 1986, Burton morreu em um acidente com o ônibus da banda, na Suécia, durante a turnê europeia e Jason Newsted, ex-Flotsam & Jetsam tornou-se o novo baixista. A última mudança na formação aconteceu em 2003, quando Robert Trujillo, ex- Suicidal Tendencies, Black Label Society e Ozzy Osbourne, entre outros, assumiu as quatro cordas. Os discos da lista estão em ordem de lançamento.


UTILIZE O CUPOM: MACONHARIA420 PARA DESCONTO!

1 – Kill’ Em All (1983)

Um dos primeiros discos do que seria batizado de Trash Metal, o disco deixa claro as influências da banda, Black Sabbath, Motorhead e os grupos da New Wave British Heavy Metal. Mais pesado do que o normal da época, o disco apresenta os primeiros clássicos da banda, como “Hit  the Lights”, “The Four Horsemen”, “Whiplash”, “Motorbreath”, “Seek & Destroy” ,entre outros. Fantástica estreia, ótimo do início ao fim.

Escute o disco aqui


2 – Ride the Lightning (1984)

O disco mostra muitas das características que definem o som do Metallica, com riffs e solos mais elaborados, sem perder o peso trash. Foi o primeiro disco que ouvi do Metallica, ainda na década de 1980. O nome do disco é uma gíria de presidiários, referente aos condenados à morte na cadeira elétrica. Uma coleção de clássico, como a pesadíssima “Fight Fire With Fire”, a “balada” “Fade to Black”, “For Whom the Bell Tolls”, a instrumental “The Call of Ktulu” e a faixa-título.

Escute o disco aqui


Veja algumas fotos da banda


LED ZEPPELIN: CINCO DISCOS PARA CONHECER A BANDA

Fundada, em 1968, pelo vocalista Robert Plant, o guitarrista Jimmy Page, o baixista e tecladista John Paul Jones, e o baterista John Bonham, o Led Zeppelin é considerado um dos três grupos (com o Black Sabbath e o Deep Purple) responsável pelo surgimento e consolidação do gênero heavy metal, e, também, é considerada uma das melhores bandas de rock de todos os tempos.

Continue lendo


Anúncios
Anúncios

3 – Master of Puppets (1986)

A obra-prima da banda, sempre citado nas listas de melhores discos de metal de todos os tempos, sempre em primeiro ou segundo lugar, foi o primeiro álbum de trash metal a receber um disco de platina (hoje soma seis). A obra reúne a agressividade do primeiro disco da banda e a técnica do segundo, criando uma sequência perfeita de oito músicas. Foi o último trabalho de Cliff Burton. Difícil destacar alguma música, mas “Battery”, “Master of Puppets”, “Welcome Home (Sanitarium)”, “Disposable Heroes” e a instrumental “Orion” estão entre os grandes clássicos do gênero.

Escute o disco aqui


4 – …And Justice For All (1988)

Lançado como um LP duplo na época, foi o primeiro trabalho da banda a chegar entre os dez primeiros lugares da Billboard (6º lugar). O disco é inferior aos três primeiros, talvez por ser longo demais, torna-se irregular. Problemas na mixagem tornaram o baixo inaudível. Segundo consta, Hatfield e Ulrich exigiram que o som do instrumento do estreante Jason Newsted fosse diminuído ao máximo. Apesar dos problemas, alguns grandes clássicos fazem parte da obra, como “Blackened”, “…And Justice for All”, “Eye of the Beholder”, “Hervester of Sorrow” e “One”, a primeira música da banda a ganhar um vídeo.

Escute o disco aqui


5 – Metallica (1991)

Conhecido popularmente como Black Album, por causa da cor da capa, o disco desagradou os fãs antigos, por terem deixado o trash e optado por um metal mais tradicional, mas ampliou os horizontes da banda, conquistando um público muito maior, com 16 milhões de cópias vendidas só nos Estados Unido, 40 milhões no mundo todo. O disco valeu ao grupo um Grammy de melhor performance de heavy metal. “Enter Sandman”, “Sad But True”, “The Unforgiven”, “Nothing Else Matters” foram os destaques da obra, também famosa pela ótima qualidade de gravação.

Escute o disco aqui


Se inscreva na lista de e-mails


Conheça o POTCAST – O Podcast da Maconharia420

#12 | Maconha medicinal com Gilberto Castro PotCast – Podcast da Maconharia420

Dessa vez conversei com o Gilberto Castro (@gilberto_castro420), que é paciente de #maconha #medicinal para o tratamento de #esclerose #múltipla. Gilberto foi diagnosticado em 1999 e lhe foi dado mais 6 anos de vida útil. Não se conformando, começou a estudar os usos da maconha no tratamento da esclerose múltipla. A doença evoluiu ao ponto de deixar Gilberto na cadeira de rodas e sem conseguir falar direito. Segundo próprio relato, a maconha lhe devolveu a vida. Hoje, graças à #erva, Gilberto voltou a andar e sua #cognição voltou ao normal. Graças à um #habeas #corpus preventivo, Gilberto pode cultivar seu remédio em casa e usá-lo onde necessário. #cannabismedicinal #medicinal #mmj  — Support this podcast: https://anchor.fm/potcast-maconharia420/support
  1. #12 | Maconha medicinal com Gilberto Castro
  2. #11 | Aspectos legais da Maconha. História e legalização com Rômulo Alves (CBD Express)
  3. #10 | A Democracia Corinthiana

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s