GEORGE ORWELL: 1984 – LIVRO COMENTADO

Nascido em 25 de junho de 1903, na cidade indiana de Motihari, na época parte das Índias Britânicas, George Orwell foi escritor e jornalista britânico cuja obra apresenta uma profunda oposição ao totalitarismo e às injustiças sociais. Ele sempre mostrou simpatia pelo anarquismo, mostrando o sistema como opressor das individualidades. Orwell fez fama com seus artigos jornalísticos polêmicos e seus romances, mas também escreveu poemas e críticas literárias. Autor de seis romances e três obras baseadas em experiências pessoais, sendo que seus dois últimos livros, “A Revolução dos Bichos”, de 1945, e “1984”, lançado em 1949, lhe deram fama mundial e o tornaram um dos escritores mais lidos da língua inglesa. Sua influência é enorme, a ponto do termo “Orweliano” passar a ser usado para definir qualquer prática social autoritária.



O romance “1984” se passa na Pista de Pouso Número 1, uma província do Superestado da Oceania, que engloba as atuais Grã Bretanha, todo o continente americano, de norte a sul, a África subsaariana e a Antártida (os outros dois supercontinentes são a Eurásia e a Lestásia). Nesse mundo distópico, os supercontinentes estão em guerra perpétua, a vigilância do estado sobre os indivíduos é onipresente, a população é constantemente manipulada e a história é reescrita. Tudo é controlado pelo Grande Irmão, o “Big Brother” no original, inspirador do famoso “reality show”. Todos são vigiados por câmeras, até dentro de casa, não são permitidas socializações desnecessárias, nem demonstrações de sentimentos, nem mesmo o sexo, só com o objetivo de procriação, e as crianças são treinadas, pelo estado, para vigiarem seus pais.

O protagonista é Winston Smith, um homem comum, que trabalha no Ministério da Verdade, órgão do estado responsável por reescrever a história para que ela se adapte e apoie a ideologia do Partido Interno. Os especialistas do Ministério da Verdade criaram a “novilíngua”, ainda em construção, que, quando completa, impediria a expressão de qualquer opinião contrária ao regime. A novilíngua, ao contrário das línguas comuns, que estão sempre em expansão, pelo acréscimo de novas palavras e termos, é caracterizada por juntar palavras, criando um conceito de duplo significado, que, mesmo contraditórios, se fundem em um significado favorável ao sistema, como por exemplo, duplipensar, que corresponde ao conceito segundo o qual é possível o indivíduo conviver simultaneamente com duas crenças opostas e aceitar ambas. O lema do Partido Interno, “Guerra é Paz”, “Escravidão é Liberdade”, “Ignorância é Força”, seguem esse pensamento.


CINCO LIVROS PARA COMEÇAR A CONHECER STEPHEN KING

Stephen King é considerado um dos mestres do terror literário, conhecido como o “Rei do Terror”, apesar de ter escrito obras de outros gêneros. Nascido no dia 21 de setembro de 1947, na cidade de Portland, no estado do Maine, ele já escreveu cinquenta e nove romances, sendo seis com o pseudônimo de Richard Bachman, seis livros de não ficção e cerca de duzentos contos, somando mais de quatrocentos milhões de livros vendidos.

LED ZEPPELIN: CINCO DISCOS PARA CONHECER A BANDA

Fundada, em 1968, pelo vocalista Robert Plant, o guitarrista Jimmy Page, o baixista e tecladista John Paul Jones, e o baterista John Bonham, o Led Zeppelin é considerado um dos três grupos (com o Black Sabbath e o Deep Purple) responsável pelo surgimento e consolidação do gênero heavy metal, e, também, é considerada uma das melhores bandas de rock de todos os tempos.

AS ORIGENS DO ATEÍSMO – 2ª PARTE

A descrença e o desinteresse pelos dogmas cristãos eram grandes, não diferia muito do tempo romano. Abundam superstições, curandeirismo, crença em objetos que “pertenceram” aos santos. Na Inglaterra, por exemplo, ainda existem pessoas que cultuam o Sol ou a Lua. Grutas, fontes e árvores ainda são objetos de culto em alguns lugares da Itália, da Espanha e da Bretanha.



Smith é um homem insignificante dentro do sistema, mas ele, de certa forma, é um subversivo, que sonha com a revolução, que, no conceito do livro, significa liberdade individual. A ditadura superextremista retratada na obra é uma extrapolação política do Orwell via em sua época. Ele morreu no dia 21 de janeiro de 1950, pouco depois do lançamento desse livro. Ele afirmou acreditar que qualquer país podia entrar na tirania e, por isso, a estória se passa na Inglaterra.  George Orwell definia que os objetivos das guerras eram manter o poder das classes altas, limitando o acesso à educação e aos bens de consumo pelas classes mais baixas. Com esse livro, que li, pela primeira vez quando tinham pouco mais de vinte anos, aprendi que o sistema controla as massas através da generalização do ódio e do medo. Sempre um inimigo é criado para causar medo e estimular o ódio. Uma obra fundamental para se compreender o sistema social humano.


Participamos do Programa de Associados da Amazon, um serviço de intermediação entre a Amazon e os clientes, que remunera a inclusão de links para o site da Amazon e os sites afiliados.

ALFRED HITCHCOCK: CINCO FILMES PARA CONHECER O DIRETOR

Ele dirigiu cinquenta e três filmes, entre 1922 e 1976, e inovou o cinema em vários aspectos, como no posicionamento e movimento da câmera, na associação do som e imagem para criar suspense na cena, nas elaboradas edições e no fato de sempre aparecer rapidamente em seus filmes.

LED ZEPPELIN: CINCO DISCOS PARA CONHECER A BANDA

Fundada, em 1968, pelo vocalista Robert Plant, o guitarrista Jimmy Page, o baixista e tecladista John Paul Jones, e o baterista John Bonham, o Led Zeppelin é considerado um dos três grupos (com o Black Sabbath e o Deep Purple) responsável pelo surgimento e consolidação do gênero heavy metal, e, também, é considerada uma das melhores bandas de rock de todos os tempos.

DEEP PURPLE – CINCO DISCOS PARA CONHECER A BANDA

Uma das maiores bandas da história do rock, com mais de 100 milhões de discos vendidos, o Deep Purple foi fundado em 1968, na cidade de Hertford, na Inglaterra, pelo tecladista John Lord, o guitarrista Ritchie Blackmore, o baterista Ian Paice, o vocalista Rod Evans e o baixista Nick Simper.


CONHEÇA O POTCAST – O PODCAST DA MACONHARIA420

#10 | A Democracia Corinthiana PotCast – Podcast da Maconharia420

Na década de 80, os jogadores do #Corinthians junto com todos os funcionários do clube instauraram a "#Democracia #Corinthiana", onde todos os funcionários do clube tinham voz ativa e podiam #votar para diversas coisas, como escolha do técnico, contratação de #jogadores ou até mesmo poder tomar uma cervejinha no almoço e não fazer #concentração antes dos jogos. No entanto, o espírito democrático do clube é originário de sua fundação em 1910, onde o #clube foi formado por #operários de São Paulo em uma época onde o #futebol era um esporte das elites e parcelas mais pobres da população não eram bem vistas no #esporte. Aperta um, aperta o play e passa a bola! Bom POTCAST à todxs. SALVE O CORINTHIANS! — Support this podcast: https://anchor.fm/potcast-maconharia420/support
  1. #10 | A Democracia Corinthiana
  2. #9 | Maconha medicinal com o médico Dr. Pedro Melo
  3. #8 | História – Origem dos mitos, crenças e ateísmo. Da pré-história ao Iluminismo [ Pt -02 ]

Gostou do conteúdo? Se inscreve ali embaixo e receba as novidades da Maconharia420 por e-mail!

Processando…
Sucesso! Você está na lista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s