A Biodiversidade brasileira

A palavra Biodiversidade pode ser definida como o conjunto de todas as espécies existentes no Planeta Terra e suas relações de interdependências. Inclui todos os animais, vegetais, fungos e microorganismos que habitam os ecossistemas do planeta. O Brasil guarda em seu território a mais rica diversidade biológica do nosso mundo. O valor dessa coleção de seres vivos é incalculável. Os diversos ecossistemas brasileiros abrigam incontáveis fontes nutricionais, possibilidades medicinais, substâncias orgânicas com potenciais usos industriais e como matérias-primas de componentes tecnológicos e produtos cosméticos. 

Os números da biodiversidade brasileira impressionam. São mais de 100 mil espécies de animais e mais de 40 mil espécies de plantas catalogadas, e esses números só crescem, a medida que novas espécies são descritas ano a ano. Calcula-se que cerca de dez por cento de todos os seres vivos da Terra são encontrados no Brasil.  O país aparece em primeiro lugar, entre todos os países, no número de plantas (22% do total mundial, 43% endêmicas, ou seja, só encontradas aqui), peixes de água doce (mais de duas mil e quinhentas espécies, 23% do total mundial), mamíferos (701 espécies), anfíbios (mais de mil espécies), fungos (mais de 6 mil espécies descritas, cerca de 2 mil endêmicas) e invertebrados (número estimado entre muitos milhares e milhões). Se dividirmos essas listas em listas menores, o Brasil também se destaca, sendo o campeão, por exemplo, no número de primatas (118 espécies), plantas com flores (mais de 30 mil), psitacídeos, ou seja, papagaios, araras e periquitos (72 das 344 espécies conhecidas no mundo), borboletas (mais de 3500 espécies). O Brasil ainda aparece como o terceiro país com maior número de aves (1919 espécies), atrás apenas da Colômbia e do Peru, e o terceiro em número de répteis (795 espécies), atrás do México e da Austrália.

A sensibilidade ecológica vem crescendo no meio da humanidade, mas ainda é um processo muito lento, frente ao avanço destrutivo dos humano sobre os espaços naturais que sobraram. O estado brasileiro é o responsável moral pela proteção dessa parte considerável de toda a biodiversidade encontrada no planeta Terra. Mas, nosso país nunca foi um modelo a ser seguido em questões ambientais. Nenhum governo brasileiro deu ao assunto a merecida e necessária importância. Apesar do país contar com um elogiado conjunto de leis ambientais, a proteção é apenas ilusória. Em um processo de velocidade variável, mas constante, os ecossistemas perdem espaço para as atividades humanas. O avanço das fronteiras agrícolas/pecuária e da mineração, o crescimento sem nenhum planejamento dos centro urbanos, a caça crescente e a poluição das águas e do solo são as maiores ameaças ao rico patrimônio natural do Brasil.

O processo destrutivo é o resultado da lentidão dos que se importam, frente a voracidade daqueles que ainda não entenderam, que uma floresta em pé e saudável guarda muito mais riquezas para o país do que um gramado cheio de bois.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s